Buscar

Convivência Familiar

Como é difícil a convivência familiar em meio a doença ou a dependência de um idoso. Inevitavelmente os conflitos começam a aparecer.



Acusações indevidas acompanhadas do vitimismo, palavras de baixo calão, sobrecarga de uns e ausência de outros, dificuldades financeiras, além da presença dos agregados, sobrinhos, sogros, maridos e esposas que se posicionam de forma contraria a presença do idoso no seio familiar, aliado aos conflitos geracionais, a presença de netos jovens com hábitos que contrariam a educação e os valores do idoso.


Tudo isso...

gera um grande turbilhão de desarmonia, um estresse desnecessário que potencializa o aparecimento de quadros confusionais e a antecipação do declínio funcional.

durante a quarentena os idosos ficam mais fragilizados com pensamentos e verbalização de frases pessimistas, agressividade e até pensamentos suicidas. O que requer cuidado e atenção redobrada por toda família.



Diante desse quadro



É necessário a busca do suporte adequado, através do acompanhamento gerontológico apontando alternativas de suporte familiar. As vezes pequenas mudanças nos hábitos e na rotina melhoram a qualidade de vida e de convivência familiar.



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo